segunda-feira, julho 18, 2011

NAMORADA DO DJ

Ontem fui numa festa, dessas particulares, feitas dentro de uma casa de festas, onde você coloca só os seus convidados lá dentro, e o DJ está lá trabalhando exclusivamente para você. DJs que trabalham em festinhas deste tipo, e que possuem namorada, volta e meia levam as namoradas consigo para as festas. Não porque ele queira levar a namorada, ou mais ainda, porque PRECISE da presença dela pra ajudar em alguma coisa (muito pelo contrário, isso atrapalha, por vários motivos), mas normalmente porque a namorada fala que vai pra festa junto com o namorado DJ, e pronto.

Creio que as namoradas devem achar que o DJ-e-namorado vai ser paquerado/xavecado pelas mulheres da festa (como se ser o DJ fosse um graaaaaande chamariz para a mulherada... NOT), ou pior ainda, vai ficar azarando/xavecando as mulheres da festa, talvez entre uma mixagem e outra. Por isso elas vão lá, pra ficar de cães de guarda, tomando conta do namorado, para impedir que uma coisa dessas aconteça.

Não existe nenhuma outra coisa que elas possam fazer lá, nada que possam ajudar, colaborar, contribuir -- exceto por ir ao bar pegar biritas. Creio que algumas namoradas acham que podem fazer companhia ao namorado. Acho difícil, isso não funciona, pouco dá pra ficar batendo papo no momento de trabalho, pelo contrário, atrapalha. Eu, pelo menos, prefiro estar sozinho do que ter que ficar batendo papo com alguém. 

Será que elas poderiam ajudar a carregar o equipamento de som? Também acho difícil, elas não têm força pra carregar amplificador ou caixa de som com falante de 15"... Ajudar nas mixagens enquanto você vai ao banheiro dar uma mijada? Não. Atuar como promoter, distribuindo seus cartões de visita aos participantes da festa? Pode ser... Sugerir músicas para mixar na sequência? Algumas namoradas têm bom gosto, sim, pode ser. Filmar e tirar fotos do evento, das pessoas bonitas, de você tocando? POde ser!

Bem, no final das contas, elas podem contribuir muito pouco, e em áreas muito específicas (buscar birita, sugerir músicas, digamos, sertanejas, tirar fotos e fazer vídeos), fazendo com que o ônus da presença delas seja muito alto. Então, se você tiver voz ativa em casa, convença a sua namorada de que ela nada tem a contribuir com o seu trabalho. É, aquilo é um trabalho, você não está indo na festa pra curtir, beber até cair, ouvir música, conhecer pessoas, falar com a mulherada. Tem que mixar direitinho, pensar na próxima música, tem que ouvir os pedidos das pessoas que estão curtindo a festa, etc.

Resolvi escrever sobre isso porque fui numa festa no sábado em que o DJ estava com a namorada a tira-colo. Ela ficava sentadinha numa cadeira bem atrás dele, escondida pelo corpo dele. 

Reparei, inclusive, que eles discutiam por algum assunto crítico para a relaçao deles, ela toda hora voltava ao tema, entre uma mixagem e outra, e o cara tentando resolver o problema momentaneamente, e voltar ao trabalho, e ela dando pinta de que tava chorando, e o cara tentando agora resolver 2 problemas (ele poderia ter tido 1 só, tocar na festa, caso não tivesse levado a namorada chorona). 

Fiquei com pena do cara, sinceramente, porque a namorada dele realmente parecia estar triste por algum motivo (não sei se brigaram, ou foi algum evento exógeno ao sistema), e ele podia ajudar muito pouco durante aquela situação.

Aconteceu uma coisa bem parecida comigo numa festa que fiz uma vez numa cobertura absurdamente THUG STRONDA na Lagoa, aqui no Rio. Estava tocando no segundo andar do apartamento, era um Duplex com  cobertura mas algumas pessoas estavam do lado de fora, na varanda, dentro da piscina, ou se entulhando umas em cimas das outras em cima do sofá. 

Algumas outras ficavam lá no andar de baixo conversando (onde o som era mais baixo), ou indo ao banheiro que tinha por la. Fato é que minha namorada, na época, me acompanhou nessa festa, e não havia muitos amigos nossos em comum por lá, e começou a beber MUITO além da conta, e começou a se sentir mal... 

Daí foi no banheiro do andar de baixo para vomitar... Vomitou a sua alma. Eu fiquei sabendo porque eu coloquei uma música no som que era meio longa, e fui acompanhando pelo meu relogio de pulso em quanto tempo eu teria que retornar ao som para colocar a proxima musica. Desci, mandei ela abrir a porta do banheiro, e lá estava ela estatelada no chão, abraçando a privada, e colocando tudo pra fora... 

Mas também tava meio chapada, meio inconsciente, eu precisava estar ali com ela segurando a cabeça dela, ajudando ela a vomitar mais, ver em que ponto ela poderia ter melhorado etc. Mas, eu tinha que tocar na festa. Então o que eu fiz foi ficar subindo e descendo na casa, do som ao banheiro, do banheiro ao som, sempre durante a reprodução das músicas, e sempre fazendo o controle do tempo da música, pra não deixar acabar, através do meu relógio de pulso. 

No caso mencionado acima, se ela nao tivesse ido na festa, ou se pelo menos tivesse levado algumas amigas prestáveis, elas poderiam fazer esse papel pra mim. Aliás, era uma coisa que eu ia comentar: a unica forma de fazer com que o valor das namoradas nas festas onde voce toca como DJ aumente é combinando com ela de levar as amigas, pois assim ela fica o tempo inteiro entretida, e ainda pode ajudar com aqueles lances de foto/filme e busca de biritas, que já mencionei. Inclusive, indo mais mulheres para a festa agrada mais o dono da festa, que vê que sua festa está florida. 

Então, se você é o DJ, procure não levar a sua namorada. Se isso for inevitável, leve então pelo menos uma amiga dela, ou se puder, mais do que uma. Deixem elas soltinhas na festa, se divertindo, etc, mas lembrando sempre de monitorar o nível da sua bebida, para o caso de necessidade de lhe trazer outra birita novinha em folha. 

Recomende a ela (na realidade, a elas) que cuide-se com relação às biritas, assim evitando passar mal, mas que se isso acabar acontecendo, pra ela pedir ajuda às próprias amigas, pois você está ocupado trabalhando, tentando fazer um trabalho sério, fazer boas mixagens, escolher boas músicas, manter a pista aquecida, a festa animada. :)

Ainda assim, o ideal é convencer a sua namorada a ficar em casa fazendo alguma outra coisa do interesse dela. É muito melhor do que ter que gastar 8 horas da vida dela à toa, sentada numa cadeira, sem falar com ninguém, entediada, com o ouvido doendo de tanto ouvir música alta, perto da caixa de som, e sem ganhar nenhum centavo por isso. Vai agregar pouco, vai gastar muito tempo, e toda essa situação pode gerar stress na relação do casal. :)

4 comentários:

GarotaDeAsas disse...

E se meu namorado quer que eu vá? Ele toca com outro cara e diz que não tem graça sem mim. Como faço para não ficar perdida nem parecer penetra na festa?

GarotaDeAsas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
GarotaDeAsas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
AP S disse...

Eu deixaria ele ir numa boa, afinal e o trabalho dele. Eu adoro me divertir, se eu fosse junto o desconcentraria com o meu jeito de dançar ou talvez se alguém me paquerasse na frente dele. Então eu o deixaria ir e eu iria para uma outra festa dançar que e uma coisa que adoro. Claro que se eu estiver afim também, nada para virar uma guerra.