quinta-feira, dezembro 03, 2009

REVEILLON CARIOCA

Já sabe onde vai passar o Reveillon? Vai viajar ou vai ficar no Rio? Se ficar no Rio, vai passar com a família ou com os amigos numa das festas da cidade? Bem, eu vou contar aqui a minha experiência dos anos passados e compartilhar minha idéia pra esse ano, bem como citar explicitamente a minha preferência.

Desde os meus 18 anos de idade até hoje, dos 12 reveillons que tive a oportunidade de curtir, 8 deles foram em Búzios, todos eles com a virada na tradicional Praia de Geribá. Nunca paguei pra entrar em nenhuma festa por lá, mas sempre arrumávamos um jeito de entrar nas festas do Fishbone ou daquele clube que fica no canto (esqueci o nome agora). É uma boa opção, sempre achei isso. Mas eu só iria pra lá de novo se fosse pra alugar uma casa com deck na areia, e com serviçais à disposição. Como não é o caso, vou ficar no Rio de Janeiro mesmo.

Dos 4 reveillons que passei aqui na cidade maravilhosa, um deles foi na festa do MAM. Nessa ocasião, tinha uns DJs tocando sei lá o que, e eu só me lembro que dentro do salão foi o DJ Marlboro. A festa foi um lixo. O ar-condicionado quebrou, a água era servida em garrafões de 20 litros, a comida era um macarrão de presidiário servido em cumbucas sem talher, a champagne só foi servida das 23h à 01h da manhã, o tapete da festa se desprendeu todo e parecia uma baleia orca encalhada no meio da pista, e não tinha banheiro suficiente pra todo mundo. Detestei.

Outro deles foi na festa de Reveillon do Jockey. Foi uma das festas que tinha a melhor relação de mulher pra homem. Nesse aspecto estava perfeito, mas foi quase só esse. A música eletrônica na parte de dentro estava legalzinha. Também lembro que foi impossível chegar perto da comida, era quase uma batalha campal. Nem consegui ver qual era o cardápio. Pra pegar birita era um inferno total, muito pior que choppada no Fundão, a galera se esbofeteava por um copinho plástico com uísque, depois de meia hora berrando pelo amor de Deus para o barman.

A única festa do Rio que eu fui que realmente me fez valer cada centavo gasto foi a do Hotel Intercontinental, chamada de Reveillon Carioca, e organizada pela galera do Emociona. Festa super alto nível, organizada, com segurança de primeira linha, atendimento médico, buffet classe A com menos de 5 min de espera na fila, sorvete Haagen-Dazs liberado, biritas com redbull a noite inteira, café da manhã, e vários DJs e atrações de peso. No primeiro ano que fui teve João Paulo Pedroza, Marcio Careca, e na outra pista show da banda Blitz, do Evandro Mesquita. No segundo ano os mesmos DJs "da casa", mais alguns outros (não lembro de cabeça) e na outra pista hip-hop ou algo assim (não curto). Ah, e na hora da virada ainda deixam você sair da festa e ir na praia ver a queima de fogos e pular 3 ondinhas, e depois voltar.

Esse ano estava cogitando o Inter novamente. Os ingressos estão no 2o. lote (até amanhã, dia 03/12), a R$ 450 masculino e R$ 350 feminino (www.reveilloncarioca.com.br). Mas infelizmente (ou felizmente) optei por fazer uma paradinha mais light, então vou tocar na festa de uns amigos numa cobertura na Barra da Tijuca. Mas, recomendo fortemente pra quem ainda não tem boa. Mas corre atrás logo porque ano passado quase não tinha ingresso sobrando, e estavam custando R$ 800. :)

Reveillon 2009

2 comentários:

Miguel MR disse...

É rapaz, vc não foi o único nessas roubadas de festa de reveillon. Passei ano passado no Costa Brava e achei fraco. Falta banheiro, bebida é um sufoco, comida só para os 100 primeiros na festa...
Agora não fico mais no Rio.
Abs e boas festas!

Marcelo KPZ disse...

É, e parece que tem uma segunda opção que também vai ser boa, a festa do Palaphita Kitch, com a galera do Bailinho... Depois tenho que fazer um post sobre ele. :)